Seguidores

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O HOMEM DE BEM DEVE SE ENVOLVER COM POLÍTICA?

O homem de bem se mete em política?

R – Em política partidária, entendemos que deve se evitar, mas em Política como Instrumento AFERIDOR da Democracia, SIM. Ninguém escapa da política ou se envolve nas tomadas de decisões ou é envolvido nas conseqüências de tomadas feitas por outras pessoas.

Até os dias de hoje (04/11/2011), os bons (na minha visão) não se interessaram por política e por isso ela está nas mãos dos maus. De quem é a culpa?

Daqueles que sendo bons poderia moralizá-la se, por ela, interessassem.

A sociedade nunca vai ficar sem os dirigentes políticos. Se os bons não se interessam, os maus se locupletam.

Gente! A Política, também, é um Instrumento de aperfeiçoamento das condições sociais em que vive uma população: comunidade, povo ou nação! Por que não se interessar por àquilo que pode beneficiar o homem em sociedade?

A grande e esmagadora maioria das pessoas criaram um tabu de que a Política é coisa suja, asquerosa e desprezível, assim como fez com o SEXO durante a Idade Média, cujos resquícios ainda perduram nos dias de HOJE!

O que torna uma coisa suja, imunda ou limpa é o que vai na mente da pessoa ou das pessoas.

O Sexo só é coisa imunda, suja na mente de pessoas que desconhecem a principal finalidade DELE e são frágeis perante ELE. O sexo, o dinheiro, a mediunidade, a política, em si, são coisas neutras. Mas aplicação desvirtuada que se dê a esses instrumentos ou energias é que descamba para o imundo ou se eleva para fazer o BEM.
---------------------------------------------------------------------------

A violência, também, tem causas políticas. Por que os bons, que são a maioria, se julgam puritanos e considerando a política como coisa imunda (visão estereotipada e equivocada) como muitos fazem do sexo, entregam-na nas mãos dos corruptos e inescrupulosos, simplesmente por que os bons (maioria) não se interessam por política.
Enquanto os homens honestos, probos e conscienciosos não se interessarem por política, os homens maus, violentos, inescrupulosos vão se interessar e liderar sobre os homens bons.

Quem não se interessa pelas tomadas de decisões de condições sociais na sua Comunidade ou seu País, paga o alto preço – para não dizer castigo - de ser administrado por quem se interessa (os maus).
Até hoje, alguém já conseguiu arredar os políticos ou a política de sua vida? Claro! Que não!

A política, assim como a religião, também é um instrumento inarredável da vida do homem. Se omitirem, ou ficar indiferente a elas, terá de arcar com o ônus da negligência e das conseqüências.

Se a política está controlada pelos maus, claro que não vamos ter ações políticas para incrementar a paz na sociedade e quiçá no Mundo! Neste caso a política irá contribuir para fomentar a corrupção que favorecerá a penetração e propagação da droga, de armas, de meios ilícitos que fomentam a violência e toda sordidez que ela, nas mãos dos maus, pode gerar. Os maus políticos também irão contribuir para a manutenção do arsenal bélico que constituem a indústria da guerra. Para a Indústria da Guerra a Paz é contrária ao seu objetivo!
A omissão e a indiferença são faltas graves com sérias repercuções nefastas para cm o(s)faltante(s) e para com a sociedade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário